Apresentação da obra “PÉ DE PERFUME” – “YLANG YLANG”

CONVITE – Apresentação do livro, “PÉ DE PERFUME – YLANG YLANG”, da escritora OLINDA BEJA, com a chancela da Nimba Edições. 
Dia 04 de dezembro | 15h00 | ODIVELAS | Centro de Exposições de Odivelas.
Coordenação Editorial: Luís Barbosa Vicente
Apresentação: Regina Correia
Momento musical: Heloisa Monteiro
Participação especial: Associação Men Non

É um livro que integra 23 contos, transversal a todas as idades. (…) Baltazar Gógó era o tartarugueiro mais hábil de toda a zona de Neves. Talvez até de toda a ilha. Não nascera com esse condão, só que o destino se encarregara de lhe proporcionar uma sorte daquelas. Filho e neto de pescadores nunca se aventurou mar adentro. Entendia que o mar, naquele padecimento de ida e volta jamais o devolveria a terra firme. Por isso preferiu sempre o ôbô, a sombra opaca do oká e dos tamarindos, o sussurro do vento nas casas de vaplegá. E era aí que suas mãos iam transformando em leque, pulseira ou brinco a carcaça de velhas tartarugas que seus amigos e familiares apanhavam desprevenidas na rede (…).

Sobre a escritora/autora: com mais de 20 obras publicadas, Olinda Beja retrata em todos elas as belezas da ilha onde nasceu, o seu povo materno com os dilemas do dia a dia, o sofrimento através dos séculos, mas também a esperança num futuro melhor. Nascida em Guadalupe, S. Tomé e Príncipe, veio para Portugal, onde se formou, tendo sido professora do Ensino Secundário em Portugal e na Suíça. Durante o ano escolar percorre o mundo lusófono, onde conta e canta histórias que escreve e ouve numa festa de mestiçagem e de culturas. O livro «À Sombra do Oká» recebeu o Prémio Literário Francisco Tenreiro em 2012. Em Portugal este livro faz parte, tal como «Um Grão de Café», do Plano Nacional de Leitura. Tem poemas e contos traduzidos em várias línguas, nomeadamente, francês, inglês, espanhol, chinês e japonês.  Recebeu, em 2020, dois Prémios Literários: em julho o Prémio Literário Guerra Junqueiro e em outubro o Prémio Lusofonia — Literatura…. Recebeu, em 2020, dois Prémios Literários: em julho o Prémio Literário Guerra Junqueiro e em outubro o Prémio Lusofonia — Literatura.

Publicado por

A Nimba tem como missão promover as obras de artistas plásticos, escultores e escritores nos mercados internacional e nacional. Por outro lado, proceder a representação de artistas plásticos consagrados. A Nimba continua na missão de estabelecer uma colaboração duradoura com cada artista, escultor e escritor, criando condições para que os mesmos se sintam enquadrados neste projeto empresarial. A Nimba privilegia cultura de trabalho, fomenta a inovação e criatividade. Os artistas plásticos, escultores e escritores que integram a rede Nimba partilham uma visão de trabalho, rigor, foco e determinação.