Apresentação do livro, “PAIGC – A FACE DO MONOPARTIDARISMO NA GUINÉ-BISSAU (1974 a 1990)”

CONVITE: Apresentação do livro, “PAIGC – A FACE DO MONOPARTIDARISMO NA GUINÉ-BISSAU (1974 a 1990)”, de Rui Jorge Semedo, com a chancela da Nimba Edições.

Dia 29/11| 17h00 | BISSAU | HOTEL COIMBRA.

Autor/escritor: Rui Jorge Semedo

Coordenação Editorial: Luís Barbosa Vicente

Apresentação: Silvestre Alves e Carlos Sangreman

Sinopse: O Partido Africano para Independência da Guiné e Cabo Verde – PAIGC – assumiu oficialmente o controle do poder político na Guiné-Bissau em 1974 e, por dezasseis anos, protagonizou o cenário político com um regime de partido único. O propósito desta obra é verificar por que o partido que esteve por um longo período na vanguarda do país, atuando como a única força política que controlava o aparelho de Estado, teve dificuldades para executar as suas principais propostas de governo. Para tanto, a obra debruçou-se sobre as seguintes questões: que influência teve a colonização na formação do PAIGC? Por que o PAIGC enfrentou dificuldades e se viu obrigado a perder a sua identidade binacional considerada como uma das bases do seu principio ideológico? Por que no período pós golpe de 1980 o partido não conseguiu evitar outros sucessivos conflitos violentos? O divisionismo social e étnico fazia-se notar nas estruturas internas do PAIGC? A resposta pode estar entre outros fatores: no legado deixado pelo passado colonial, na heterogeneidade da estrutura social nacional e nas contradições resultantes de luta pelo poder no interior do próprio PAIGC. Embora, apesar das dificuldades que são observáveis, não se pode refutar a sua importância como um ator importante na construção da história política nacional.

Nimba Edições, a sua editora de referência.

#nimbedições

#marcadornimba

#passaportedeartenimba

#nimbartgallery

Publicado por

A Nimba tem como missão promover as obras de artistas plásticos, escultores e escritores nos mercados internacional e nacional. Por outro lado, proceder a representação de artistas plásticos consagrados. A Nimba continua na missão de estabelecer uma colaboração duradoura com cada artista, escultor e escritor, criando condições para que os mesmos se sintam enquadrados neste projeto empresarial. A Nimba privilegia cultura de trabalho, fomenta a inovação e criatividade. Os artistas plásticos, escultores e escritores que integram a rede Nimba partilham uma visão de trabalho, rigor, foco e determinação.